A história da Biotecnologia no Brasil.

A primeira definição do termo “Biotecnologia” foi feita no ano 1919 pelo engenheiro
húngaro Karl Ereky e dizia que: “Biotecnologia é uma ciência e os métodos que
permitem a obtenção de produtos a partir da matéria-prima, mediante a intervenção
de microrganismos”. Após algumas ratificações o termo passou a ser: “qualquer
aplicação tecnológica que usa sistemas biológicos, organismos vivos ou seus
derivados, para criar ou modificar produtos e processos para usos específicos”. Ao
ver ambas essas definições podemos notar uma certa amplitude no conceito e
consequentemente presumir a multidisciplinaridade desta área que vem tornando-se
cada vez mais importante para o desenvolvimento de países. Frequentemente,
vemos novidades na ciência que surgem através da Biotecnologia, mas e no Brasil
como está o desenvolvimento desta área?
O número de cursos superiores que carregam o nome Biotecnologia tem crescido
vertiginosamente, alcançando em 2018 por volta de 60 cursos no sistema e-MEC.
O desenvolvimento da Biotecnologia como profissão também tem sido expressivo
no Brasil, dados coletados pela Sociedade Brasileira de Biotecnologia em dezembro
de 2017 apontam que há cerca de 736 indústrias de Biotecnologia distribuídas pelo
país. Dentre essas está a SuperBAC que é considerada a empresa pioneira no
desenvolvimento da Biotecnologia no Brasil. Vale ressaltar que a região que mais
destaca-se é a de São Paulo, onde estão concentradas uma grande parte dessas
empresas.
Como é de conhecimento de muitos a Biotecnologia é uma profissão ainda não
regulamentada no Brasil, portanto, é de grande importância citar, como parte do
histórico do seu desenvolvimento no país, a criação da Liga Nacional dos
Acadêmicos em Biotecnologia (LiNA Biotec) que dentre as muitas atividades, uma
delas é a luta pela regulamentação da profissão. É importante da destaque também,
a toda e qualquer organização que de alguma forma contribua para o
desenvolvimento da Biotecnologia no país.
Além de tudo o que já foi citado, é de grande relevância falar da contribuição de
cada cientista, de cada um dos Biotecs e de todas as descoberta já feitas através
dos esforços dessas mentes brilhantes. Saibam, portanto, que vocês são partes
fundamentais para o desenvolvimento da Biotecnologia no Brasil.